Imprensa

Promoção do Artesanato

2017-08-02

No âmbito da promoção do Artesanato, da estratégia de valorização e credibilização das artes, ofícios e produções artesanais e da dignificação do setor, assumem particular relevância os seguintes instrumentos geridos e executados pelo IEFP: o Programa de Promoção das Artes e Ofícios e o Sistema Nacional de Qualificação e Certificação de Produções Artesanais Tradicionais.

Programa de Promoção das Artes e Ofícios visa a valorização, a recuperação e o enriquecimento das atividades artesanais através, nomeadamente, da renovação de saberes, da promoção de competências, da criação de emprego e de apoios ao investimento, à promoção e à comercialização.

Este Programa é constituído por quatro eixos de intervenção, no âmbito dos quais são concedidos um conjunto de modalidades de apoio:

  • Formação Artes e Ofícios - apoios à formação em contexto de trabalho, visando a inserção e a reinserção profissional dos destinatários no mercado de trabalho, numa perspetiva de valorização sociocultural das profissões
  • Investe Artes e Ofícios - apoios ao empreendedorismo, nas vertentes de apoio ao investimento na criação de novas empresas e micronegócios e criação do próprio emprego, bem como de apoio técnico à criação e consolidação dos projetos
  • Estímulo Artes e Ofícios - apoios à criação de postos de trabalho, na vertente de apoios à contratação
  • Promoção das Artes e Ofícios -  apoios à promoção e comercialização das produções e serviços, através do apoio à participação em feiras, certames e exposições, e ainda à respetiva organização

   Consulte aqui a apresentação do programa realizada na FIA em 3 de julho 2015.

Sistema Nacional de Qualificação e Certificação de Produções Artesanais Tradicionais – SNQCPATconstitui-se como um instrumento chave na consolidação e incremento do setor do artesanato português, e tem por finalidade promover e garantir a autenticidade, genuinidade e qualidade das produções artesanais tradicionais. 

   Consulte aqui apresentação do SNQCPAT realizada na FIA em 3 de julho 2015.